whatsapp x

WhatsApp Number

5579991916274

Message

15 de setembro de 2009, 22:25

Curso de Gestão Previdenciária qualifica médicos peritos


O Curso de Extensão em Gestão Previdenciária, promovido pelo Sergipeprevidência e ministrado pela Escola de Formação Previdenciária (EFP Conhecimento), é uma iniciativa que busca proporcionar uma ampla atualização profissional para os servidores estaduais que atuam nos processos técnicos e de gestão do Regime Próprio de Previdência Social do Estado (RPPS/SE). Prova disso é a diversidade dos temas abordados, que além de qualificar servidores da autarquia, também está capacitando profissionais de outros órgãos, a exemplo da Assembléia Legislativa, Tribunal de Justiça, Controladoria Geral do Estado e Ministério Público. O resultado: a qualificação de 40 profissionais de 10 instituições diferentes.

A participação foi ainda maior no último módulo, de Práticas e Concessão de Perícia Médica, que aconteceu nos dias 10 e 11 de setembro. Por se tratar de um tema de grande importância e bastante específico, os médicos peritos atuantes na Secretaria de Estado da Administração (Sead) manifestaram interesse em participar do curso. A solicitação foi prontamente atendida pela Sead e o módulo contou com a presença de 6 novos alunos. O próximo módulo, de Gestão, Estrutura e Funcionamento dos RPPSs, acontece nesta quinta e sexta-feira, dias 17 e 18 de setembro.

“Ficamos muito felizes com o alcance do curso. Se houve essa solicitação dos médicos peritos é porque os participantes estão satisfeitos e estão divulgando a iniciativa”, afirma o diretor presidente do Sergipeprevidência, Amito Brito Filho. Para ele, a palavra de ordem é fomento à Cultura Previdenciária. “É importante que os profissionais atuantes na área tenham uma visão geral do sistema. É imprescindível conhecer a legislação vigente, os processos e os procedimentos previdenciários. Isso auxilia na tomada de decisões e melhora sensivelmente a qualidade dos serviços prestados. No fim das contas quem mais se beneficiará com esta ação será o próprio segurado, que terá à disposição um serviço de excelência”, completa.

Perícia Médica

“Práticas e Concessão de Perícia Médica” foi o quarto tema abordado pelo curso, previsto para acontecer em dez módulos. A facilitadora, Anita Petrin, procurou caracterizar o processo de concessão dos benefícios previdenciários, apresentando um arcabouço amplo de práticas, etapas, bem como, de melhorias e fundamentação da concessão, manutenção e gestão dos benefícios. “Estabelecemos a relação entre os ritos legais, organizacionais e de atendimento, e perpassamos pelos processos de pré-aposentadoria e pós-aposentadoria como diferenciais importantes do RPPS”, explica.

Segundo ela, que elogiou a participação dos médicos peritos no módulo, é preciso unificar a linguagem previdenciária estadual. “Apesar do Estado ainda não conseguir escoar todas as práticas previdenciárias para o seu instituto de previdência, uma vez que cada poder cuida da sua aposentadoria, está claro que em Sergipe já se começa a pensar uma nova maneira de ‘fazer previdência’. O grau de conhecimento e interesse dos participantes demonstra a seriedade com que o tema é tratado. Mais do que nunca é preciso implementar ações produtivas na área”, destaca Petrin.

Para a médica perita, Gorete Prado, o curso foi uma maneira de agregar, para além do conhecimento técnico, informações acerca dos projetos previdenciários previstos para o Estado e estreitar relações com os profissionais atuantes em outros órgãos. “Com integração o trabalho flui muito melhor. Esse curso foi importante para percebermos que não somos parte isolada do processo, mas que tem muita gente boa e séria comprometida com um projeto de previdência estadual sólido, eficiente e sustentável. Ficou claro que estamos juntos por uma causa única, que é fortalecer e consolidar o nosso RPPS”, comentou.