whatsapp x

WhatsApp Number

5579991916274

Message

5 de junho de 2015

Regimes Próprios do Norte e Nordeste discutem Previdência Complementar em Sergipe


A criação de uma Previdência Complementar voltada para o funcionalismo público que permite o amortecimento de um déficit ascendente realidade em todo o Brasil. Este é o assunto principal do encontro que reúne, nos próximos dias 9 e 10 deste mês, dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (RPPSs) de vários Estados do Norte e Nordeste, além de representantes do Ministério da Previdência Social (MPS). O evento acontece no Palácio dos Despachos e será aberto pelo secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, João Augusto Gama.

De acordo com o diretor-presidente do Sergipeprevidência, Augusto Fábio, o encontro com os entes federativos em Sergipe é fundamental para que o Governo do Estado possa traçar o futuro da previdência, no sentido de trabalhar novas ferramentas a fim de amenizar o déficit previdenciário. Durante os dois dias serão abordados temas como a implantação da Previdência Complementar, quais os modelos implantados nos Estados, além de outros assuntos relacionados ao tema.

“Atualmente, o RPPS vem acumulando um déficit de cerca de R$70 milhões por mês, derivado da arrecadação que não supre o que é gasto com o pagamento dos mais de 28 mil segurados, distribuídos entre aposentados, reformados e pensionistas. Portanto, vemos este momento como oportuno para traçar novas metas que visem a amortização do déficit, garantindo assim a excelência na gestão dos benefícios previdenciários. Nesta linha, acreditamos que a Previdência Complementar é uma ferramenta cuja proposta é benéfica para o Governo do Estado, para o RPPS e, principalmente, para o cidadão assistido por esta Autarquia”, pontuou Augusto Fábio.

Participarão da reunião dirigentes de Regimes Próprios dos Estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Tocantins, Rondônia, Roraima e Amazonas; o Secretário de Políticas de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, Jaime Mariz Júnior; o gerente de Programas do Ministério da Previdência, Hélio Correia Fernandes; além de representantes do Governo do Estado de Sergipe.